Resenha: I’m Not a Robot 로봇이 아니야 (K-Drama)

Hoje vamos conferir a resenha e recomendação de I am not a Robot.

bannerrr1

Título: I am Not a Robot; She’s not a robot; Eu Não Sou um Robô
Gênero: Comédia, Romance, Drama, Ficção Científica 
Transmissão: Dezembro de 2017 – Janeiro de 2018
Número de episódios: 32
MBC
Estrelando: Chae Soo Bin, Yoo Seung Ho e Uhm Ki Joon
Roteiro: Kim Sun Mi 

Iniciando os trabalhos de 2018, a resenha de hoje é sobre um drama maravilhoso que nos deixou recentemente. Já estou morrendo de saudades!

Sinopse e comentários

Kim Min Kyu (Yoo Seung-Ho) é o diretor financeiro da KM Financial, um milionário grupo de financiamentos, investimentos. Acontece que ele sofre de uma doença extremamente rara: alergia ao contato humano. Em razão de sua doença, Min Kyu sempre viveu isolado em sua mansão. Ele utiliza um pequeno bastão para afastar as pessoas, luvas e também foi dispensado três vezes do serviço militar.

 

Enquanto isso, presidente Jo (Chae Soo Bin) é uma caçadora de itens limitados para colecionadores. Na verdade, Jo Ji Ah é uma aspirante a empreendedora. Ela sonha em desenvolver utensílios que possam mudar a vida das pessoas de alguma maneira, mas a realidade era fria com ela e seu irmão decidiu não esperar mais, cobrando a dívida que sua irmã lhe devia.

Vá para um cursinho ou arrume um trabalho.

Dr. Hong Baek Gyun (Uhm Ki Joon) é um engenheiro robótico que foi muito famoso, mas acabou sendo demitido e acusado por plágio. Ele foi um dos melhores cientistas do mundo e nunca desistiu de continuar com seu projeto de desenvolvimento de inteligência artificial. Nesse caminho, a sua equipe, Santa Maria, desenvolveu uma rôbo Android chamada Aji 3 que agora se tornaria do Diretor Kim Min Kyu como parte de um investimento.

Depois de um pequeno imprevisto, os problemas começaram para a equipe de Santa Maria. A Aji 3 não funcionava mais corretamente e a nova peça demoraria dias para chegar. Ainda, eles precisavam mandar a Aji 3 imediatamente para o Diretor Kim Min Kyu para não perderem esse investimento. O Dr. Hong é ex-namorado de Jo Ji Ah e montou a Aji 3 com base nela. Assim, em um momento desesperado, eles acabam tentando mandar a Jo Ji Ah como uma robô no lugar da Aji 3, pois Ji Ah também estava precisando de dinheiro.

 

É algo que só você pode fazer.

Esse plano desastrado poderia dar certo?

Personagens

Kim Min Kyu

É uma doença extramente rara essa do Min Kyu, aparentemente só duas pessoas no mundo haviam desenvolvido. A alergia faz com que ele tenha erupções na pele, falta de ar e, isso pode, inclusive, o levar a morte. É por isso que ele sempre carrega utensílios de emergência como as luvas, bastão e injeções de controle. Também é por isso que ele foi apelidado pelos outros de “maestro”.

 

O Min Kyu cresceu sozinho, então se acostumou a ocupar o tempo do seu próprio jeito. Ele faz até festa de aniversário para o seu robozinho. Ainda assim, ele sempre trabalhou muito e trouxe lucros exorbitantes para a financiadora.

 

Ao contrário do que pode pensar, estou bem sozinho.

Eu só preciso de um pouquinho de espaço para me proteger.

O Min Kyu conheceu a nossa protagonista porque pediu para que ela conseguisse uma action figure limitada (no primeiro episódio). Os dois acabaram se desentendendo no processo e o Min Kyu se negou a pagar pelo item porque a caixa havia sido manchada.

 

Agora, a ideia de poder ter um robô exatamente igual a um humano do seu lado era realmente atraente para Min Kyu, principalmente por causa de sua doença. Ele estava disposto a permanecer com o investimento na equipe de Santa Maria se pudesse continuar com a Aji 3. O problema é que ele não sabia que na verdade quem estava do seu lado era um ser humano mesmo e não um robô.

 

O mais curioso é que ele sempre acreditou que a Jo Ji Ah era a Aji 3 e nem chegou a desconfiar, apesar das desastradas deixas da nossa protagonista. O mistério começa quando os dois se tocam livremente, sem que a alergia de Min Kyu despertasse. A Jo Ji Ah não sabia da doença de Min Kyu e nem o grupo de Santa Maria, já o Min Kyu confiava cegamente que estava ao lado de uma robô. E sim, a história vai nos explicando tudo maravilhosamente bem.

 

O Min Kyu é um pouco inocente sim, apesar de ser muito inteligente. Ele é fofo, consegue se virar sozinho e cozinha muito bem. Por não valorizar inicialmente suas relações pessoais, ele parece desprezar um pouco as pessoas, mas vamos o compreendendo por completo e lentamente. A construção desse personagem é fantástica!

 

Jo Ji Ah

A Jo Ji Ah precisava de dinheiro para pagar o seu irmão e continuar seu último empreendimento: lâmpadas de corações que ascendiam com o toque. A ideia era que elas fossem vendidas em pares e funcionasse em qualquer lugar da Coréia do Sul. Assim, quando alguém tocasse na lâmpada a outra também ascenderia como uma forma de mostrar carinho, como uma forma de dizer: “eu estou com saudades”.

 

De fato, ela ficou chocada com a proposta do ex de assumir o lugar de uma robô. A Jo Ji Ah levou até um susto quando percebeu quem era o Mestre da Aji 3, já que os dois haviam se conhecido anteriormente e se desentendido. O Min Kyu nem percebeu a deixa também porque o Dr. Hong disse que se tratava do modo amigo “chingu modeu“.

 

É engraçado que, enquanto Min Kyu interagia com a Aji 3, ele ainda conversava com a presidente Jo pelo telefone sem imaginar o que estava realmente acontecendo ali.

 

Ela aceitou a proposta maluca porque precisava desesperadamente de dinheiro. Tudo bem, mas, aos poucos ela vai conhecendo o coração do Min Kyu e percebendo que ele não era tão lunático, excêntrico ou egoísta assim como imaginava. Na verdade, Min Kyu havia sofrido muito mesmo e aos poucos o roteiro nos traz flashbacks importantíssimos para conseguirmos ligar todos os pontos que incluem a morte do pai do Min Kyu, a disputa pela empresa e etc.

A Ji Ah também perdeu o seu pai que era o único que apoiava seus projetos. O irmão não conseguia ver um futuro no que ela fazia. Ele não é um personagem ruim, Jo Jin Bae é advogado e irmão mais velho da Jo Ji Ah e só estava pensando no bem de sua irmã. Logo descobrimos que sua vida de advogado também não é tão simples assim.

Enfim, a Jo Ji Ah é ativa e engraçadinha. Os dois vão passar por cenas incrivelmente divertidas enquanto Ji Ah finge ser a Aji 3. Eu amei essa personagem e principalmente os projetos que ela desenvolvia pensando nos outros. Eu preciso daquele guarda-chuva e das lâmpadas de coraçõessss. 

 

Hong Baek-Gyun (Uhm Ki-Joon)

Eu escrevi muito sobre ele na sinopse já. Ele é um cientista muito inteligente e o líder da Equipe Santa Maria. O Dr. Hong quer, inicialmente, recuperar o seu nome e inciar o seu projeto de inteligência artificial com a Aji 3. 

 

Ele e a Jo Ji Ah foram namorados, mas os dois acabaram se separando e ela desapareceu de sua vida. A Aji 3 foi feita completamente idêntica a Ji Ah fisicamente, o que é um pouco evasivo ou até invasivo? Loucura né.

Pi (Park Se-Wan Song)

É Pi!!! Não Pai! Pi de 3,1416… lembram? Eu estudei isso no ensino médio, mas faz tanto tempo já (me sentindo uma ahjumma aqui). Enfim, ela trabalha na equipe de Santa Maria e logo percebemos que a Pi sente algum carinho especial pelo Dr. Hong. Eu shippei.

A Pi é centrada, equilibrada, inteligente e fiel ao Dr. Hong.

Hoktal (Song Jae-Ryong) e Ssanip (Kim Min-Kyu)

O Hoktal e o SSanip também fazem parte da equipe de Santa Maria. Os dois trouxeram cenas divertidíssimas para a história e também contribuíram positivamente no enredo. 

Presidente Hwang Yoo-Cheol (Kang Ki-Young)

Ele ficou encarregado de vender o estaleiro Daeyang e o grupo Santa Maria a um Grupo do Reino Unido chamado Bold, mas o Chefe de Administração da empresa e CEO, Min Kyu, recusou e continuou colocando empecilhos na venda, já que ele precisava muito da sua tão amada Aji 3.

Min Kyu e Yoo Cheol guardam mágoas profundas de longa data e aos poucos tudo vai sendo explicado.

Só um comentário aleatório, estou achando muito interessante ver que o oppa Ki Young mudando um pouco de personalidades de personagens. Normalmente, ele atuava em uns papéis um pouco bobinhos, mas sempre igualmente tão bem. Já em 2017, ele recebeu papéis “sérios” e até de vilões como em While You Were Sleeping. Fighting oppa!

Ye Ri-El (Hwang Seung-Un)

É amiga de infância do CEO Min Kyu e do presidente Hwang Yoo Cheol. Ela é o primeiro amor do Min Kyu também e no início sabemos que ele ainda mantem uma paixão platônica por ela. 

 

Ainda temos alguns personagens que são importantes e contribuem com a história: o  Doutor Oh ( Eom Hyo-Seop) é quem cuida do CEO Min Kyu; O mordomo Sung (Kim Ha-Kyun) é quem vive com o CEO naquela mansão e cuida dos afazeres, ele também é ótimo e certeiro com suas palavras; Sun-Hye (Lee Min-Ji) é a melhor amiga da Jo Ji Ah, ela também é certeira com suas palavras e um pouco mística, eu gostei muito dessa personagem; Miami (Kim Ki-Doo) e Alps (Choi Dong-Goo), dois patetas que vão atrás da Aji 3; Jo Jin-Bae (Seo Dong-Won) é advogado e irmão mais velho da Jo Ji Ah; Jo Dong-Hyun (Lee Han-Seo) é a filha do Jin Bae com a Hong Joo (Yoon So-Mi) e, consequentemente,  sobrinha da Ji Ah, uma criança extremamente fofa. 

 

Considerações Finais

Eu confesso que iniciei I’m Not a Robot sem expectativas, sem levar essa história a sério. Ora, as sinopses diziam que se tratava de uma humana fingindo ser uma robô e tudo parecia não ter muita credibilidade sabe? Mas, eu estava completamente enganada. Logo nos primeiros episódios, eu percebi que se tratava de um drama sério sim e muito bem escrito. Eu me peguei esperando ansiosamente pelos próximos episódios, eu já estava rindo e chorando com os personagens em questão de minutos e agora estou aqui recomendando esse drama fortemente para vocês.

 

Apesar dos personagens secundários serem bem retratados, o drama se concentra mais nos protagonistas e de forma simples. Eu queria muito acompanhar algo desse tipo e fiquei extremamente feliz com o rumo que I am Not a Robot tomou.

Os atores desempenharam essa história que parece tão absurda incrivelmente bem! Vale muito a pena dar um voto de confiança nesse elenco maravilhoso. Ainda, apesar de parecer absurdo, repito que o enredo é incrivelmente bem escrito, é só a gente dar um chance de braços abertos. 

  

Até aquele encontro de dedos no primeiro episódio que parecia ser apenas uma referência de E.T. tem uma carga de importância além desse detalhe. Explico, já que esse foi o primeiro contato do Min Kyu após 15 anos, ele inicia o movimento receoso, com medo e, por isso, levanta apenas o dedinho. Se ligou nos detalhes chingu?

 

Então, o Min Kyu, nosso protagonista, apresenta uma doença rara desde pequeno, mas no início não sabemos quando exatamente começou. Ele viveu por muitos anos isolado e teve a oportunidade de conhecer e se aproximar de uma robô.

 

Assim como eu comentei acima, o Min Kyu não sabia que a Aji 3 que estava todo o dia com ele em sua casa na verdade era a própria Jo Ji Ah. Os dois começaram a interagir e a conviver um com o outro. O roteiro foca nesses simples diálogos e em suas ações tão cheias de sentimentos. 

O crescimento do Min Kyu é um dos pontos fortes do enredo. Alguém que cresceu sozinho estava começando a ter seus primeiros contatos com outras pessoas e a história nos mostrou isso surpreendentemente bem. Sim, aquele Kim Min Kyu lutando para confiar em alguém, lutando para se livrar de sua doença, todos aquelas situações eram emocionantes para mim.

 

A história também apresenta alguns contrastes entre os que pensam logicamente (Equipe de Santa Maria) dos que pensam com o coração, como a nossa própria protagonista. Qual será que vale mais? Não existe isso porque quem pensa com o emocional não é e nem deve se sentir inferior.

  

Eu amei o casal, mas eu também amei todos os personagens nas suas particularidades. A equipe de Santa Maria também foi muito encantadora.

  

Yoo Seung Ho estava simplesmente ADORÁVEL! E a Chae Soo Bin maravilhosa como Aji 3. Esses dois ficaram perfeitos um para o outro. Sério, eu não tenho outra palavra melhor para definir o que foi esse casal perfeitamente fofo. Ainda teve beijão de cinemaaaa! Corre! 

A OST é doce demais, assim como esse drama! 

I Am Not A Robot possui um enredo apaixonante, personagens sinceros e uma química incrível entre os protagonistas. Eu fiquei muito feliz de ter acompanhado esse drama e estou com saudades, de verdade. Uma surpresa realmente agradável porque nunca pensei que fosse amar tanto!

 

Ah, “como alguém não consegue diferenciar um robô de um ser humano?”. Sim, como eu comentei no início dessas considerações, parece que a história não tem muita credibilidade, mas enquanto estamos assistimos, acabamos nos envolvendo e esse fato realmente não incomoda. Aliás, o principal objetivo do drama foi apresentar uma história engraçada e leve que não precisasse necessariamente seguir os princípios da realidade, desde que fossem internamente consistentes e concretos. Eu, honestamente, acho que este drama fez um excelente trabalho e nos contou uma bela história sobre como os laços são formados e como o amor pode até reconhecer a alma de uma pessoa, não importando o quanto elas mudem fisicamente.

 

Drama super recomendado. Eu definitivamente vou assisti-lo novamente um dia!

Onde assistir baixar I am Not a Robot?

kingdomfansubs

viki

Ringtone da Jo Ji Ah disponível para downloadMega. ♥

É isso chingus! Já aviso que vem uma maratona de resenhas por aí! Espero que gostem. Se puderem, sempre deixem seus feedbacks porque o retorno de vocês é muito importante para mim!

Os gifs desse post foram selecionados com muito cuidado para não trazer spoilers capazes de comprometer o envolvimento de vocês com o roteiro. Quem já assistiu o drama vai identificar algumas cenas, quem nunca assistiu não vai entender o contexto da maioria das imagens, mas pelo menos ficará curioso. Obrigada pela leitura, visitas e carinho! Até breve. ♥ ~

 

Anúncios

22 comentários em “Resenha: I’m Not a Robot 로봇이 아니야 (K-Drama)

    1. Oláa chingu! \ ˚▽˚ /
      Fiquei feliz que gostou da resenha! Eu escrevi com muito carinho e amor! ≧◡≦
      AA, eu sou mesmo apaixonada por gifs! Eu queria colocar menos nos posts, mas é sempre difícil escolher entre eles. JOIEJAIO
      Com certeza! (╥﹏╥)
      Obrigada pelo comentário! ♥

      Curtido por 2 pessoas

    1. Oláaa Re! ~ヾ(^∇^)
      Isso! Esse drama é uma dose de fofura além da conta! OIEJIOAJEOI Vale a pena!
      Ahh, acontece! Depois que assistir I’m Not a Robot e, se puder, me conta o que achou! (。’▽’。)
      Obrigada pelo comentário! ♡

      Curtido por 1 pessoa

  1. Parabéns pela resenha, gosto quando detalham. Apesar de não ter assistido muitos doramas, esse pra mim será sempre o melhor. Como vc bem falou, é muito bem escrito e acima de tudo tem muito sentimento nas ações e palavras. Fiquei encantada e comovida pela forma como a protagonista ía se apaixonando pelo “mestre”. Mas fiquei mais imensamente maravilhada e apaixonada pelo ator Yoo Seung Ho kkkkk. Lindo e excelente ator, sem falar que o amor do personagem pela Jo Ji Ah é de tocar o coração e desejar ter um desses pra gente. Sem falar das várias cenas engraçadas. Eu fiquei viciada, já assisti várias vezes (os episódios são pequenos) e já baixei quase todas as músicas que são doces e lindas demais. Se eu tivesse alguma crítica para fazer a esse dorama seria pelo fato de durar tão pouco. Espero de coração que façam uma segunda temporada ou algum especial, porque esse casal se encaixou perfeito. E que beijão aquele kkkkk. Enfim, esse dorama é recomendadíssimo.

    Curtido por 2 pessoas

    1. Olá Winnie! (◍•ᴗ•◍)♥
      Olha só! Imagino mesmo, até eu que já assisti uns pares de dramas considero I’m Not a Robot um dos meus preferidos.
      Super concordo com você! Acompanhar a Jo Ji Ah se apaixonando pelo seu mestre foi muito lindo! É exatamente como pontuou!
      AA, o Yoo Seung Ho é um amor! Não tem como não se apaixonar por ele! Ele é tão carinhoso e amável. Vontade de colocá-lo em um potinho e ficar admirando. JIOEJAIOJAIO
      Fiquei tão feliz em saber que gostou desse drama! Ele é bem como você disse. ♥
      Né? Beeeeijão de cineeemaaaaa!!! Ameei demais! JIOEAJIEJAOI
      Boa!
      Obrigada Winnie! Pelo comentário maravilhoso e por recomendar esse drama mais do que incrível comigo! ♡´・ᴗ・`♡

      Curtido por 2 pessoas

      1. Fico feliz por concordarmos tanto em relação a essa história linda <3. Não encontro muitos sites falando bem desse drama, até vi que parece que não teve muita audiência. Mas poxa, como pode alguém não gostar? Gente, esse dorama tem romance, comédia (muita) e cenas comoventes e os atores foram escolhidos na medida. O final foi digno e não como muitos dramas coreanos que o final é ridículo (exemplo: Boys Over Flowers…não sinto mais nem vontade de assistir uma segunda vez só por causa do final kkk). Nunca pensei de ficar tão viciada numa história e nas músicas como fiquei em I´m a not robot. E lá vou eu falar de novo: que beijo foi aquele, hein? Ameeeeeeei tbm! Como eu queria ser a Jo Ji Ah naquela hora kkkkk…sem dúvida foi um dos pontos altos do drama. Enfim, sempre me empolgo falando hahaha. Beijos!!!

        Curtido por 1 pessoa

        1. ♥)♥)
          É verdade! O drama teve baixa audiência na Coréia do Sul, mas foi bem aceito no exterior. Eu traduzi a declaração do Yoo Seung Ho sobre isso: ( https://twitter.com/DramasRevise/status/959495038484008960 ) Se quiser dar uma conferida. (°◡°♡)
          Simmm! Os coreanos não sabem o que perderam! Supeer concordo com o que disse, de verdade!
          Esse drama começou tímido e quando percebi já estava completamente apaixonada!
          QUE BEEEIJOOO! AAAAA! Só de lembrar é um novo surto! Pois é, também queria ser a Ji Ah naquele momento! OIEJIOAJIOEJAIO
          Pode se empolgar Winnie! Eu amo quando posso conversar com alguém sobre nossos tão amados dramas!
          Obrigada pelo comentário!
          Beijãaao! ~(^з^)-♡

          Curtido por 1 pessoa

          1. Oii! Eu li a tradução que vc fez e fiquei triste pelo YSH. Uma pena, mas também acho que aquelas “chamadas” fazendo propaganda foram muito fracas, não dá nem para ter ideia da história! Vc sabe de alguma declaração que o YSH tenha feito sobre a Chae Soo Bin? Eu realmente torço pelos dois kkk. Já vi algumas notícias dos dois no instagram, mas está tudo coreano =/..Beijos!!! ❤

            Curtido por 1 pessoa

            1. Olá Winnie! ♥
              É verdade! Os teasers foram muito fracos se comparados com toda a complexidade desse drama!
              JOIEJAOIJEI As meninas dorameiras no grupo também estão achanado que esses dois são namorados na vida real, mas estão escondendo. Olha, pode até ser! Mas, não saiu nada oficial sobre isso e o Yoo Seung Ho também não comentou sobre a Chae Soo Bin especificamente (pelo menos não nos sites que acompanho). Quem sabe né? Eles interagiram muito juntos e se divertiram demais durante as gravações. Até onde eu sei, as notícias que existem relatam apenas sobre isso. ◔◡◔
              Beeijos! ♥

              Curtido por 1 pessoa

  2. Sá eu nem preciso dizer que você arrasou na resenha né? Amiga você é muito boa escrevendo e os gifs então nem se compara. Ainda morro de rir com a cena da Ji Ah quebrando o ovo na cabeça ou quebrando o cofre, Gente tem casal mais fofo que esse? Por favor, amem-se logo e façam uma dorameira feliz. ❤
    Acredito fielmente que a sinopse ou o teaser de I'm not a robot não fizeram jus a história incrível dele e assim como você não consegui ficar ansiosa pelo lançamento dele. Porém a história bem elaborada, o equilíbrio entre as cenas, a fotografia, os personagens… enfim, tudo nele é apaixonante. Sou a maior defensora dele e sem sombra de dúvidas ele já está no meu topo de melhores dramas do ano. ❤
    Sem falar que a forma como ele aborda as relações humanas, a complexidade delas e o modo como às vezes os nosso medos, conceitos e etc. podem nos prender são questões que me fizeram refletir bastante e amar muito essa história. Resumindo só apaixonada por ele mesmo e não nego. kkkk
    Super Beijo Sá. Love you ❤

    Curtido por 2 pessoas

    1. Oláaa Pollyy! ♥
      JOIEJAOIJEIO Obrigada amiga! E é verdade, nossa! As primeiras cenas da Ji Ah fingindo ser uma robô foram muito engraçadas mesmo! JOIEAJOIEJAOI Nãaao tem! Casal mais do que fofo! Que fez a gente surtar durante semanas. ♥(ˆ⌣ˆԅ)
      Pois é, isso acontece com frequência, das sinopses e dos teasers não estarem no mesmo nível que os dramas. Até ao contrário, lembra de toda a propaganda que teve em cima de The Bride of Habaek e no fim não foi tuuuudo isso? (ᗒᗨᗕ) No entanto, nós estamos por aqui para guiar o povo! ヾ(@°▽°@)ノ
      Super concordo com tuuuudo!
      Também sou apaixonada por I’m Not a Robot!
      Um beijão Polly! Você é incrível, obrigada por tudo! Saranghae! ♥

      Curtido por 1 pessoa

  3. Olá 🙂 Esse é um drama que nos envolve a cada episódio, sempre com cenas engraçadas e fofas que nos faz apaixonar (exceto no episódio 19, que me destruiu e até agora não me recuperei hahaha).
    Confesso que no começo não tinha muitas expectativas, mas a cada episódio que assistia me apegava cada vez mais e ficava muito ansiosa para o próximo.
    Fiquei triste por causa da baixa audiência na Coréia, pois é uma história muito bem elaborada, em que todos do elenco se envolveram de uma forma inexplicável, deixando tudo perfeito.
    Ótima resenha ❤️ Me fez querer assistir tudo de novo hahaha ❤️ Beijos 🙂

    Curtido por 1 pessoa

    1. Oláa Brenda! ^o^
      Simm, super concordo! De fato, as cenas finais foram arrasadoras! (╥﹏╥) Eu chorei tanto! JOIJEOIAJIO Ainda bem que o finalzinho compensou muito. ♥
      Eu também não esperava muito desse drama não. Agora, eu escrevo que esse drama merece todos os panfletos do mundo! É incrível mesmo e já tenho saudades de I’m not a Robot.
      Simm, também fiquei triste com isso. ): Esse drama é muito fofo, adorável e exatamente como pontuou!
      Obrigada pelo comentário Brenda! Significou muito para mim. ♥
      Beijos! ≧^◡^≦

      Curtir

  4. tem pequeno spoiler aos que ainda não viram toda serie ….ola …realmente uma dorama muito bem feito e cheio de sentimentalismo, amor, amizade, eu recomendo também. [ALERTA DE SPOILER] eu gostaria que você comentasse sobre o final da serie….afinal não apareceu o novo robô e nem a mudança do rosto da aji3 mas parece que será um androide e se terá alguma continuação ou 2 temporada…ah e quem ganhou o prêmio do concurso de novos inventores? o kim min kyu queria muito servir o exercito? 🙂 podia ter rolado ele dar o colar de novo pra jo ji ah e pedido casamento 🙂 aguardo seu comentário 😉

    Curtir

    1. Olá Valdo! Tudo bem?
      Primeiramente, super concordo com o que você disse! É exatamente como você pontuou! ♥ O drama é muito bem feitinho e cheio de amor.
      Sobre o final, AVISO DE POSSÍVEL SPOILER é isso mesmo, não aparece, mas com certeza foi feito um novo robô com novas características Valdo. Não acredito que tenha uma segunda temporada porque, além de I’m Not a Robot ter tido baixa audiência na Coréia do Sul, a história fechou redondinha.
      Quem ganhou o prêmio do concurso foi qualquer um e eles não fizeram questão de mostrar porque a gente não conhecia o personagem que venceu mesmo! Não faria diferença. JIOEJAOIEIJOA
      Na verdade, não podemos afirmar que o Min Kyu queria servir o exército, mas foi uma cena simbólica porque representou que ele realmente estava curado, entende? Já que ele não pode se alistar por três vezes consecutivas por culpa de sua doença.
      É verdade Valdo! Podia ter tido uma cena do colar no final mesmo.
      Obrigada pelo comentário e por recomendar esse drama maravilhoso comigo! ♥

      Curtir

  5. Cá estou eu fazendo do Drama Revise uma locadora novamente… rsrs

    Como você disse, é um enredo realmente bem desenvolvido, preenchido com situações importantes pra trama e sem aqueles famosos (e chato, às vezes), momentos de encher linguiça. Gostei muito do desenvolvimento das personagens, da atuação deles! Que atuação!
    Só que dessa vez eu fui tomada por um sentimento de estranheza em relação a série uma vez que, indiretamente, ela me pareceu abordar temáticas de saúde mental. A alergia que o Min Kyu desenvolve com a morte dos pais parece fazer alusão a transtornos de ansiedade.Já li algumas coisas sobre saúde mental em países orientais e e uma temática que ainda é tabu por lá, vide a quantidade de suicídios. Por conta disso, não consegui aproveitar o romance em toda sua inocência pois eu sempre ficava pensando “caramba, esse moço precisa de tratamento”. O isolamento a qual ele foi submetido foi tão intenso e marcante que o contato com qualquer mínimo afeto se torna viciante a ponto de “cegar” o sujeito para o que tava na cara: she’s not a robot (com o perdão da piadoca).
    Outro ponto de incômodo meu foi o fato de absolutamente todo mundo esconder as coisas do Min Kyu, pq é o que geralmente acontece com os pacientes com algum transtorno psicológico… família, amigs, companheiros tentam amenizar o impacto das situações do dia dia no discurso de proteger a pessoa, quando, na verdade, o interessante é aprender a lidar com a verdade juntos.
    Entretanto, fiquei tocada com o decorrer da trama, como foi articulada a cura, isso do cair e conseguir levantar, a possibilidade de desconstrução dele em relação ao contato social…

    Acho que tá parecendo que não gostei da série, mas eu gostei muito rsrsrssr Recomendo demais, desde que, como vc disse antes, esteja aberto a novas experiencias.. hahaha

    E não posso finalizar sem dizer: que oppa lindooo esse min kyu!!! 😀

    Curtido por 1 pessoa

    1. Oláa Mari! ٩(˘◡˘)۶
      EAOIJEIOAJIO Acho muito fofo quando você chama o blog de “locadora”! ✿◕ ‿ ◕✿
      Isso aí, concordo muito com você! A atuação de todo o elenco e o roteiro estavam incríveis!

      [ALERTA DE POSSÍVEL SPOILER]

      Então Mari, você conseguiu pegar um ponto bem profundo da trama e sutil. Eu realmente não entrei em detalhes sobre isso para não trazer spoilers na resenha sabe. Mas sim, o que eu mais amei de I’m not a Robot foi o desenvolvimento dessa “doença” do Min Kyu.
      Quando eu iniciei o drama, eu comentei o que eu achava que era a causa para um amigo meu e tudo que eu disse se concretizou, então fiquei bastante chocada e feliz.
      Chocada porque não esperava que um drama “assim”, digo “que parecia ser bobo”, pudesse trazer uma abordagem tão única e profunda.
      Sim, concordo com você totalmente e o próprio drama mostrou isso. Na verdade, o melhor não era o isolamento e sim que ele conseguisse ir se adaptando a essa vida, e que as pessoas o ajudassem, como se todos estivessem lutando juntos para vencer esse transtorno.
      Exatamente, essa ansiedade, o psicológico da pessoa, às vezes é o pior inimigo de todos. Tanto é que “cegou o Min Kyu” como você mesmo disse.

      Simmm, oppa lindo demais nosso Yoo Seung Ho! ♥ ♥
      Muito obrigada pelo comentário, visita e leitura! Sempre renova as minhas forças aqui no blog! ♥

      Curtir

      1. Eu vou continuar chamando de locadora, pq essa é a grande realidade. hahahaha

        Comentarei sempre que possível pq essa interação é maravilhosa!!! Odeio guardar meus pensamentos sobre só pra mim! ❤

        Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s