Resenha: 100 Days My Prince 백일의 낭군님 (K-Drama)

A resenha e recomendação de hoje é sobre 100 Days My Prince!

BANNER EX3

Título: 100 Days My Prince, Hundred Days’ Husband 
Gênero: Romance, Histórico, Comédia
Transmissão: Setembro – Outubro de 2018
Número de episódios: 16
tvN
Estrelando: Do Kyung Soo (EXO) e Nam Ji Hyun

Estou de volta chingus! Hoje vamos conferir a resenha e recomendação de 100 Days My Prince, um drama histórico que rendeu cenas adoráveis e muito interessantes.

Sinopse

Lee Yool é o Príncipe Herdeiro, mas ele nunca esteve bem com tal posição. Yool ressentia o pai por ter chegado a posição de Rei sacrificando suas duas verdadeiras paixões: sua mãe e a família da única mulher que ele amou. Yool era um príncipe fechado, de poucas palavras e frio por fora. Mas na verdade ele apenas estava solitário e triste, de coração vazio. 

16 anos atrás, Lee Yool conheceu uma jovem carismática e inteligente, Yoon Yi Seo, e prometeu que casaria com ela. Tentando impressioná-la, Yool passou a se interessar por leitura e passou a buscar conhecimento, mas seus dias ao lado de Yi Seo estavam fadados. Em uma noite melancólica, o pai de Yi Seo foi tachado de traidor e morto pela espada de Kim Cha Eon, homem que posteriormente se tornou o Primeiro Ministro no reinado do pai de Yool. A morte do pai de Yi Seo e a fuga da menina ao lado do irmão foram acompanhadas por Lee Yool e aquelas imagens continuavam o assombrando.

Kim Cha Eon, agora Primeiro Ministro, continuou arquitetando maneiras de ter todo o poder em suas mãos e, por causa disso, sua filha acabou se tornando a Princesa Herdeira. Para completar, uma seca terrível aterrorizava Joseon e todos insistiam para que Yool consumasse seu casamento, restaurando assim o equilíbrio do país. Tentando se esquivar desse jogo político, Yool ordenou que todos os homens e mulheres com idade para casar deveriam assim o fazê-lo.

Yool acabou descobrindo um segredo chocante, mas não teve tempo de resolvê-lo antes de ser obrigado a ir presidir o ritual da chuva no lugar do Rei. No caminho, Yool e seus soldados foram atacados por flechas e homens mascarados. Gravemente ferido, ele acabou sendo resgatado e salvo pelo pai de Hong Shim.

Hong Shim era uma mulher determinada que trabalhava muito para sustentar a si e ao seu pai. Mas por ser a mulher solteira mais velha de sua aldeia, estava sofrendo severas punições, de acordo com a ordem do Príncipe Herdeiro. Todas as vezes, ela se desculpava dizendo que fez uma promessa a um homem chamado Won Deuk que estava no exército. Hong Shim não queria se casar, nem se tornar uma concubina. Eis que Won Deuk finalmente retornou.

O pai da Hong Shim, desesperado em salvar sua filha das punições, levou o jovem que havia acabado de ser salvo ao Tribunal. Então, o Príncipe Herdeiro, sofrendo com amnésia, inesperadamente casou com Hong Shim e passou a viver como Won Deuk. 

Personagens

Príncipe Herdeiro, Lee Yool (Do Kyung Soo)

Conhecido popularmente pelas vilas de Joseon como Won Deuk, o idiota

O Príncipe Herdeiro sempre foi reconhecido por suas habilidades com o arco e flecha, espada e literatura. Ele se tornou um jovem extremamente inteligente, mas continuava distraído, distante e deprimido. 

Desde quando me tornei príncipe passaram 69.329 horas.

Mas eu ainda não sorri.

A única pessoa que queria o prejudicá-lo de alguma forma era a Rainha para que seu filho, irmão mais novo de Yool, pudesse assumir a posição de herdeiro. De qualquer forma, ele conseguia lidar bem com isso. Acontece que alguns segredos inesperados foram descobertos e Yool passou a ser alvo de outras pessoas no palácio. 

Nesse meio tempo, ele acabou abruptamente desaparecendo da vida de todos em Hanyang. Depois de ser atacado, Yool perdeu todas as suas memórias e acabou vivendo como um plebeu. Essa confusão mental deixou Yool parecendo “um idiota” na frente dos aldeões. Ele aparentemente era pobre, mas agia como se fosse um nobre e também parecia ser inútil.

Eu apenas sinto uma sensação verdadeiramente desconfortável

A história se desenvolve enquanto Yool, ou melhor, Won Deuk tenta recuperar suas memórias. Mas a convivência com Hong Shim acaba despertando alguns sentimentos acidentais.

Hong Shim / Yoon Yi Seo (Nam Ji Hyun)

Hong Shim todos os anos vai até a ponte de Hanyang na esperança de reencontrar seu irmão. Os dois haviam sido separados na noite em que seu pai foi morto. Apesar da vida ter sido cruel com ela, Hong Shim nunca parou de batalhar. Ela sempre reconheceu a sorte de ter encontrado alguém de bom coração como seu pai adotivo que a cuidou e lhe cedeu um espaço em sua vida. 

Ela é uma personagem astuta, divertida, inteligente e criativa. Eu gostei muito de acompanhar a vida da guerreira Hong Shim ao lado do pessoal da aldeia. É tão simples e tão significativo ao mesmo tempo. Ela também estava sempre tentando ajudar quem se encontrava em apuros por enfrentar alguns valentões.

Apesar de ter relutado muito contra a ordem do Príncipe Herdeiro, Hong Shim acabou se casando com alguém que não conhecia. Ela sempre falava do Won Deuk, mas na verdade nunca havia o encontrado antes. Aos poucos, Hong Shim foi compreendendo, aprendendo e descobrindo coisas ao lado daquele jovem que estava sofrendo de amnésia.

As interações entre os dois são incríveis, maravilhosas, imperdíveis! É mágico acompanhar o nosso Príncipe Herdeiro tentando se adaptar a vida de aldeão, tentando aceitar que ele era o Won Deuk e que estava casado com a Hong Shim. São momentos imprevisíveis, engraçadinhos e doces. Eu amo demais esse tipo de enredo.

Um romance que misturou delicadeza e cenas cômicas.

E ao mesmo tempo que eu ficava na esperança que Yool se enturmasse e conseguisse conviver naquele ambiente como Won Deuk, meu coração continuava apertando enquanto eu pensava: “e se as memórias dele voltarem?”. 

Jung Jae Yoon (Kim Sun Ho)

O oficial Jung é filho de uma concubina. Por causa disso, sua família e boa parte do palácio o despreza. Em uma de suas idas à ponte de Hanyang, ele encontrou Hong Shim e acabou se apaixonando por ela. Jung Jae Yoon é um bom moço, educado, carismático, descontraído, aquele secundário que a gente quer por no bolso e levar pra casa. Ele é sim, aquele secundário que sofre com o relacionamento dos protagonistas. 

Mas sinceramente, eu achei o triângulo amoroso daqui sutil e agradável, talvez porque esse personagem tomou atitudes firmes e mostrou confiança inabalável. Outras características do Jung Jae Yoon estou omitindo de propósito para evitar trazer spoilers que comprometam o desenvolvimento da história aos futuros amantes de 100 Days My Prince.

Queria pontuar ainda que finalmente o Kim Sun Ho andou recebendo o destaque que merece! Ele é um ator incrível que cresceu em um ritmo estrondoso. Ele estreou em 2017 e desde então vem participando de dramas maravilhosos, atuando impecavelmente. No mini drama “You Drive me Crazy” ele mostrou que está preparado para enfrentar um romance completo só dele. Vou continuar aqui torcendo por esse ator.

Os personagens da aldeia

O pai da Hong Shim (Jung Hae Kyun); A melhor amiga dela Kkeut Nyeo (Lee Min Ji); o esposo de Kkeut Nyeo, Goo Dol (Kim Ki Doo); e o oficial Park Bok Eun (Lee Joon Hyuk) formaram um grupo tão carismático que rendeu cenas simples e divertidas! Eu aprendi a amar cada um e até senti vontade de viver lá com eles.

Destaques do palácio

Há outros inúmeros personagens como todo bom e velho sageuk. Apenas queria deixar aqui minhas palmas aos atores que interpretaram Moo Yeon (Kim Jae Young), o odiável primeiro Ministro Kim Cha Eon (Jo Sung Ha) e sua filha, a princesa herdeira Kim So Hye (Han So Hee). Eles estavam incríveis! 

Comentários

Que drama lindo meus chingus (Do Kyung Soo interagindo como príncipe)! As paisagens eram lindas (Do Kyung Soo fazia parte delas), as cenas eram lindas (Do Kyung Soo sorrindo, sofrendo, com ciúmes, com olhos tristes, apaixonado), o elenco era lindo (Do Kyung Soo inclusive), tudo muito lindo. Enquanto eu assistia, ficava admirando o Do Kyung Soo e pensando: “como pode existir alguém tão lindo nesse mundo?”. 

Brincadeiras à parte, 100 Days My Prince foi um drama histórico que me surpreendeu positivamente. Não é um sageuk pesado como Queen for Seven Days (que até hoje não superei), nem tão simples quanto My Sassy Girl. É uma história intermediária que passa por fases moderadas e bem equilibradas até o fim. 

  

Eu simplesmente amei. Não sei se é porque me interessa histórias que envolvem pessoas nobres tentando viver na classe baixa, não sei se é porque o elenco todo estava muito aconchegante e sincero, não sei se é porque o casal principal me deixou com friozinho na barriga. Acho que foi um pouco de tudo que fez com que eu me apaixonasse pela trama. É doce e refrescante e eu esperei ansiosamente pelos episódios semanalmente.

Do Kyung Soo estava impecável atuando como Príncipe Herdeiro / Won Deuk. As passagens em que ele não conseguia se identificar no ambiente da aldeia foram todas executadas de maneira brilhante. Do Kyung Soo passou sim todos aqueles sentimentos conflituosos do nosso Yool. E a tristeza no olhar daquele príncipe que simplesmente foi substituída por um olhar desesperado por respostas.

Acredito que o roteiro exigiu muito do Do Kyung Soo, mas ele conseguiu dar conta e ainda tive a sensação de que poderiam até ter exigido muito mais. Era tão reconfortante aqueles sorrisos esparsos e sentimentais. Ao lado da Nam Ji Hyun, os dois brilharam do início ao fim.

O Rei retratado em 100 Days My Prince é um Rei fraco e manipulável. Aos poucos ele acaba percebendo que suas atitudes, ou melhor, que as suas não atitudes estavam ocasionando muitas perdas. Ele apresenta um crescimento modesto até o fim da história. 

Alguns momentos talvez roubem lágrimas de vocês. É verdade que são poucos os acontecimentos tristes se compararmos com as cenas divertidas e confortáveis. O final é despretensioso  e isso não comprometeu em nada meu amor pelo enredo. Então não tenham medo, o final como um todo é bom e tudo vale a pena.

E mais uma vez a Gummy emplacou uma OST, Fade Away é tão marcante que atingiu em cheio meu coração. É a segunda da lista no início do post, então por favor deem uma chance a essa belíssima música. Eu também amei a part 1 cantada pelo CHEN. 

Eu fiquei completamente satisfeita com o roteiro porque, apesar do humor, eles conseguiram retratar os verdadeiros problemas com seriedade. Drama recomendado! É engraçado, divertido, agradável, simples, mas com momentos intensos de ação e comprometimento. Um sageuk completo. 

O que aconteceu com o Príncipe Herdeiro Yool? Ele conseguiu recuperar suas memórias? Os nossos protagonistas conseguiram ficar juntos? E o irmão da Hong Shim? O que aconteceu com ele? O que aconteceu com a Princesa Herdeira? Todas essas perguntas que também me intrigaram foram sendo respondidas aos poucos por essa história radiante.

O drama está disponível no:

KingdomFansubs KyungSooBrasil.

Muito obrigada pela visita e pela leitura! Até a próxima resenha!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s